"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Sente o peso da mão

da mão que escreve
_versus_ as mãos que balançam a coerção, mentira e morte

por Sebastião Pinheiro

Hoje encontrei jovens marinheiros, soldados da PE panfletando sobre as ações sanitárias, nisso que se resolveu chamar de guerra ao Odioso do Egito (Aedes aegypti). Isto deveria ter sido feito há mais de 40 anos (Ditadura Geisel) quando as primeiras larvas foram encontradas, mas em garimpo não há lugar para identidade ou memória, nem custos. Usam Oswaldo Cruz, mas esquecem que o básico para ele era o saneamento que acabou com os ratos, piolhos, percevejos domésticos e assim ficou fácil matar os mosquitos. Hoje, já são mais de cinco milhões (dengue), e logo alcançará cinco mil vítimas da microcefalia. Todos estão desesperados, pois a curva cada vez fica mais inclinada e não imaginamos onde vai parar. Guerra improvisada é derrota segura, ainda mais em se tratando “micróbio”, insetos e Saúde Pública.

Estou esperando que cada vôo nacional seja obrigado a explodir em seu interior na partida e chegada uma bisnaga de inseticida com aroma de flores (Cada custa 10 dólares); Depois serão os ônibus nas rodoviárias. A economia vai crescer mais de 0,5%. Não é exagero, pois já estou calculando os custos dos tratamentos no Sistema Único de Saúde e Previdência Social.

Fiquei assustado quando os jornais, rádios e TVs resolveram publicar, como notícia material de cunho informacional marqueteiro. Cidadania é o jeito de dizer o que deve ser dito, pois mídia é serviço público de concessão. Os amigos mexicanos me obrigaram a estudar o tema, como sempre como autodidata e no exercício pleno da cidadania.

Quando os organismos multilaterais especializados (Nações Unidas) declararam a emergência fiquei mais assustado ainda. Ainda mais, quando um site inglês dizia que o epicentro (Juazeiro, Petrolina e Jacobina) do brote de “Zika” está na área de dispersão do mosquito geneticamente modificado, o que nada ou tudo pode significar. Outro site dizia que o causador da microcefalia era a Atrazina um herbicida de milho, que trás nos seus dados toxicológicos poder causar má formações, é teratogênica (faz nascerem monstros); Depois foi a vez do perigoso herbicida o 2,4-D apontado como o causador da desgraça da microcefalia. Em rio revolto vantagem para o pescador diz o ditado.

Os “cientistas” argentinos e brasileiros vieram a público, dentro da mesma direção e sentido anterior, dizer que a culpa estava no larvicida Pyriproxifen (foto) que se aplica na água potável, é altamente rentável para quem o vende, pelo que, quem deveria se preocupar com a qualidade e inocuidade da água potável, mas sua compra traz crescimento do PIB e propinas. Fui obrigado a me atualizar com o livro da OMS/FAO sobre o desgraçado larvicida e todos os seus ensaios toxicológicos. Ele tem 12 degradabólitos e um deles é reconhecido pela EPA e Eurosaúde (4-Fenoxifenol éter) como mimético de hormônios. O que encontrei de “risco” é tão pouco, que afasta o aventado publicado nos jornais repelido pelo Ministro da Saúde. Conheço esse mundo de cartórios e burocracia, meio ambiente, tecnologia e saber.

Há quem diga que eles fazem a economia crescer. Passei a vida e paguei um preço caríssimo por isso, brigando contra os abusos dos venenos, que era um complô de empresas criminosas e funcionários públicos, quando honestos, incompetentes ou cagões e modéstia à parte de veneno, eu estou velho, mas ainda me divirto com as manipulações acadêmicas, extensionistas e ambientalistas. Sim, diversão é o que me parece que estão fazendo com tanto palpites e improvisações. Esclareço: Diversão no sentido de desviar a atenção, sem nada a ver com carnaval ou festa junina.

Lembrei que o mosquito geneticamente modificado (tem gente que prefere chamá-lo transgênico) pode ser o responsável por estar disseminando o vírus ou vírus. E isso a própria empresa detentora Oxford International Tecnologies em seus “documentos confidenciais” demonstra que o resultado científico encontrado na reprodução livre dos mesmos alcança 15% quando as larvas são alimentadas com ração para gatos feita carne de frangos, criados com doses cavalares de tetraciclina. Cai para apenas 3% quando a ração tem outra fonte sem a contaminação. Com 0,03% que é a liberação não desejada de fêmeas, já seria suficiente para se impedir esse desatino. Sabe-se, repito que há sete vezes maior possibilidade de uma fêmea geneticamente modificada acasalar com um macho selvagem que com igual a ela. Logo se tem o problema criado. Se você acha 0,03% uma quantidade ínfima, quando se soltam 30 milhões de mosquitos transgênicos são, só 9.000, que a cada mês se multiplicam algumas vezes.

Outra cientista externa que o problema é de saneamento e políticas públicas. Sim, saneamento, pobreza, miséria, falta de governo, ignorância, corrupção, comodidade e tudo mais que for pensado, mas não é hora, estamos em Guerra carajo.

O mapa inglês aponta para o “epicentro” e o grosso dos casos de microcefalia está no nordeste, não na Colômbia onde o número de vítimas do “vírus” é grande, mas não há casos de microcefalia, que dia a dia fica com cara de algo peculiar do Brasil.

O mapa de incidência da microcefalia ressalta um tipo de alimentação predominante, o milho. No milho é possível se encontrar algo que possa provocar esse desastre? Bem, o milho é cultivado por toda parte, mas todo ele hoje é geneticamente modificado para o uso de herbicida Roundup, Glyphosate e Bt. Primeiro, o resíduo permitido desse herbicida no cereal é muito alto acima de 50 ppm e um nordestino come diariamente “cuscus” no desjejum? Sim, religiosamente. Mas não temos um “suspeito”, pois ele foi autorizado pela CTNBIO; Segundo o milho Bt produz uma toxina ou CRY e CYT proteínas do grupo Delta Endotoxinas extremamente perigosas para a vida. O livro “Altered Genes Twisted Truth” de Steven Drucker prova com documentos da FDA como Reagan, Clinton, Bush Jr. e Obama não permitem que se regulamente a biotecnologia no mundo, logo as CTNBio da vida somente podem tratar o efeito gerado pelo evento livre de análises. Por isso o alarme da OMS/OPAS soa mais como proteção à ideologia imperial e governos incompetentes e corruptos. Lembram a Eosinofilia Mialgica da Showa Denko; Algodão Bollgard no Delta do Mississipi e os moranguinhos verdes da Souza Cruz. São muitos os cartões de crédito corporativos clandestinos (de empresas) distribuídos para burocratas, cientistas e políticos prostituídos, pelo que usei a metáfora da (Lilith de Gilgamesh). Quem ousar desafiar sente o peso da mão yankee, britânica, francesa, alemã.

O cientista colombiano Manuel Elkin Patarroyo criou em 1987 (há 30 anos) uma vacina contra a Malária, mas até hoje não conseguiu registrá-la, embora tenha sido laureado com o prêmio Príncipe de Astúrias (Espanha). Qual o valor de mercado para uma vacina para Zika? O amigo Ronaldo Botelho postou o vídeo do jovem empresário yankee que mudou o preço de um medicamento para a SIDA (AIDS) de 7,00 para 700 dólares. Foi filmada sua audiência no Congresso dos EUA e não respondeu o por quê fez isso. O interessante é que as pessoas não são capazes de perceber que isso é peça de propaganda ideológica... Agricultura, Educação e Saúde são meros negócios (sustentáveis e solidários). Logo a Ética seguirá a troça.

Despertem: O Glyphosate pode causar esse tipo de má formação (microcefalia). Sim, pode e isso foi trabalhado por um grupo de cientistas argentinos há mais de seis anos: Glyphosate-based herbicides produce teratogenic effects on vertebrates by impairing retinoic acid signaling…, H Acosta, SL López, AE Carrasco - Chemical research in …, 2010 - ACS Publications.

Fica fácil usar os genes indicadores de bloqueio de ácido retinóico, Tritionin, bem mais profundo que encontrar a presença bioquímica de vírus. O professor especialista da USP disse que na Eslovênia foi encontrado o Zika (do Brasil), mas não esclareceu se ele foi comparado com o Zika da ATCC VR-84 caçado por J. Cassals e patenteado pela Fundação Rockefeller. Detalhes não são bugalhos. Não há água ou alimento no mundo sem resíduos de Glyphosate.

Por fim, hoje já não se usa a toxicologia clássica como à trinta anos para determinar causa e efeito de genotoxicidade, cronicidade, câncer, mimetismo hormonal etc. Há uma série de genes indicativos em cada ser vivo para evitar a aleatoriedade de resultados e sua expressão gênica é o resultado positivo ou negativo. (foto)


A Eurolex traz o nome de uma série deles em suas finalidades. O resto é diversão, marketing e desespero, para avós, pais e comunidade. A força do império está na desmoralização dos dominados. Tudo continua como antes, pois poder é um fluxo vertical de energia e não permite qualquer tipo de indução, manipulação, diversão e marketing contrario aos seus interesses. Só faz guerra quem detém poder. É Vandré tu estavas iluminado: “Vem vamos embora, esperar não é saber...”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...