"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

Juquira Candirú Satyagraha


"Não se corromper pra nóis já é vitória".

A página reúne uma série de textos publicados aqui no blog O/A extensionista - Saúde no Solo, difundidos pela Fundação Juquira Candirú. Os mais recentes foram publicados pelo professor Sebastião Pinheiro em sua página do Facebook. Outros, como passagens de livros, comentários entre os participantes livres e do bem que bate; contribuições de, arte, música, espiritualidade, natureza, ecologia profunda e, do seguir em frente na luta por informar de tudo a todos e todas. Comunicação lúcida, crítica e dialógica.

Juquira Candirú Satyagraha é virtual. Não adotou estatutos, regras, nem hierarquias.
Todas e todos que assim desejar será parte dela, independentemente da crença religiosa, raça, ideologia ou saber. Este é o momento. Saber e Fazer é conhecimento e conhecimento é Saber e Fazer. Vamos juntos! Em união. A luta segue, e segue...

Boa leitura e estudos.

Oliver Naves Blanco
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------
 
 

i = -1

"Meninos mimados não podem reger a nação" 
Sebastião Pinheiro
21 junho 2017 
Fiquei apavorado, mais que isso consternado. Lembrei-me do número i elevado ao cubo. Mas não vacilei. Não, de forma alguma alguém poderia ser tão incompetente duas vezes consecutivas. Na primeira chamou a moeda de cruzado. Ainda não entendi por que alguém pôs um nome tão absurdo em uma moeda que circulou no Brasil de Sir Ney e em pouco tempo, pela inflação, teve sua versão novo. Foi ilegítimo depois de vinte anos de “real”, outro nome mais absurdo, contudo, permite entender as elites que como zumbis atazanam a vida dos infelizes nessa “república de bêbados e ladrões do dinheiro público”. Não vacilei, pois dentro de um palácio do governo há tanta gente que é impossível aceitar um erro tão primário, errar o nome oficial de um país onde se ia visitar no dia seguinte. Disse para um amigo. Não foi erro. É jogada de “inteligência” e as aspas são por carência óbvia.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

AGROECOLOGIA & AGRONEGÓCIO, QUANDO REDUCIONISMO E HOLISMO SÃO AMBIVALENTES


          Ao atingir o ATROPOCENO (termo que evoluiu da Noosfera esculpida por Theillard du Chardin, Wladimir Vernadsky e Edouard LeRoy em 1922), o Prêmio Nobel Paul J. Crutzen buscou demonstrar a capacidade dos humanos em comprometer a atmosfera do planeta e os riscos deste acometimento para a Vida. Vida que não existe sem a energia dos alimentos, que antes, subentendia-se ser produzida pela Agricultura, mas hoje em dia isto também é questionado.

--------------------------------------------------------------

AGROECOLOGIA & AGRONEGOCIOS, CUANDO REDUCIONISMO Y HOLISMO SON AMBIVALENTES

Jovem campesino, 1960 - Anuário para a Juventude Rural das Américas - FORD 1960.

                                                                               "Assim, na juventude, é de grande importância serdes livres, não apenas conscientes, mas também profundamente, no vosso interior; que estejais inteirados de vós mesmos, ao perceberdes as influências que vos dirigem ou dominam; sempre dispostos a investigar, a nunca aceitar coisa alguma; sempre indagando, sempre revoltados." - Krishnamurti
 

Al alcanzar el ANTROPOCENO (término evolucionado de la Noosfera, acuñada por Theillard du Chardin, Wladimir Vernadsky y Edouard LeRoy en 1922), el Premio Nobel Paul J. Crutzen buscó demostrar la capacidad de los humanos para comprometer la atmosfera del planeta y los consecuentes riesgos advenidos para la Vida. Vida que no existe sin la energía de los alimentos, que antes se subentendía, era producida por la Agricultura, pero hoy día eso también es cuestionado.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Metaproteômica Campesina


publicado no facebook, 24 de maio 2017

por Sebastião Pinheiro 
 "O acaso só favorece a mente preparada" Pasteur
A condição de ancião me dá a liberdade de tratar certos temas técnicos de forma carbonária. No tocante as “farinhas de rocha” vinte anos antes que criassem o neologismo “rochagem” ou inventassem a consigna “rocks for crops” e sua “agrogeologia” começamos a recuperar terras de populações tradicionais de quilombolas no interior da Bahia, o que pode ser constatado através do cromatograma de Pfeiffer.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

domingo, 14 de maio de 2017

'Bolha de Sabão Teórica'


por Sebastião Pinheiro
 (página facebook: 14 de maio 2017)
 
O termo "bolha da realidade" é muito interessante, principalmente quando se fala de Agroecologia no Hemisfério Sul, pela grande diferença ou distância entre o "discurso e a prática" e o "real" do "ideal". A maior suspeita é que isso se deve às Fundações agregada (aglutinadas) no Conselho de Relações Exteriores (CFR) – Council on Foreign Relations - dos EEUU ou seus homólogos da União Europeia.
Em outras partes no Brasil é quase proibida a crítica, igualmente nas questões que envolvem ideologias e partidos. Não tenho medo pois, somente faço autocrítica para a minha cura de forma pedagógica e concreta.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

A MAFIA DOS AGROTÓXICOS NO BRASIL 4.0


(RELOADED):

 15 de abril 2017 - facebook publicação.
 S.Pinheiro
Fundação Juquira Candirú
 

Quando um tema é analisado ao longo de várias gerações fica difícil entender sua dinâmica em função do tempo e da sistemática de propaganda e políticas públicas empresariais dos governos. Para se entender estas relações de poder tratadas de forma corrupta ou mafiosa são necessárias comparações evolutivas.

----------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Vítimas dos agrotóxicos

10 de abril, 2017


 Tião P.
Juquira Candirú
Atendendo o presidente do STR de Mostardas, pegamos um pinga-pinga da Palmares na madrugada de sexta-feira e chegamos ao meio dia na cidade. Nossa tarefa entrevistar trabalhadores rurais vítimas dos agrotóxicos e visitar produtores da CoopTram que estão realizando agroecologia com farinhas de rocha, biofertilizantes e outras técnicas ultramodernas, ainda não disponíveis no agronegócios. Quanto aos agrotóxicos estou nessa lide há 50 anos e as coisas só pioram. É triste, desolador que 27 anos depois da promulgação da Lei Nacional dos agrotóxicos e 35 anos depois da Lei Estadual as coisas tenham piorado pela inação dos órgãos governamentais tanto federais quanto estaduais e tudo continue pior que na época da ditadura militar que os estimulava de forma corrupta e as intoxicações oficiais eram superiores a 680 mil/ano calculando bem por baixo e mais de 12 mil eram imolados oficialmente. Consultem o ex-diretor Dr. Alfredo Benatto do Ministério da Saúde.

-------------------------------------------------------------

Oligarquia cretina

2 abril 2017
Tião P.
Juquira Candirú
Sinecura es una palavra extraña que el gran público desconoce. Significa la condición del servidor público corrupto, que no necesita trabajar y muchas veces ni comparecer al trabajo para recibir sus vencimentos. En Brasil es muy comun los diputados y senadores que no consiguen reelecciones o están haciendo sombra a um político con carrera interesada por el poder recibir sinecura nombrado como ministro em determinado tribunal. En Río de Janeiro todos los ministros titulares (excepto una ministra joven) del Tribunal de Cuentas nombrados por el gobernador preso y condemnado por corrupto fueron detenidos por la policía por recibir propinas para no cumplir su función de investigar la corrupción del gobierno que los nombró. Los en sinecura son agentes e instrumento del gobierno corrupto. Pero eso no solo ocurre en el primer escalón, ocurre em todo el servicio público nacional. La presencia de un sinecura transforma la burocracia en un infierno para el público por desmotivar sus colegas y abrir más aún el camino para la corrupción. Vimos en la reciente operación “Carne Floja” que los sinecuras arrecaudaban propinas entre los empresários para los políticos.

------------------------------------------------------------

Flagrante da carne, a morte do marketing


Muriano, fronte de Cordoba. 5 de setembro de 1936. Soldado da milícia republicana, Frederico Borrel Garcia, no momento de sua morte. (“O Momento da Morte”, “O Soldado que cai” ou “A Morte de um Soldado Legalista”). Magnum Photos, Robert Capa © 2001 Cornell Capa
por Sebastião Pinheiro
_facebook, sábado, 18 de março de 2017.
Fazer política é passar do sonhos às coisas, do abstrato ao concreto. A política é o trabalho efetivo do pensamento social: a política é a vida. Admitir uma quebra de continuidade entre a teoria e a prática, abandonar os realizadores a seus próprios esforços, ainda que concedendo-lhes uma cordial neutralidade, é renunciar à causa humana. A política é a própria trama da história.  A história, fazem-na os homens possuídos e iluminados por uma crença superior, por uma esperança sobre-humana; os demais constituem o coro anônimo do drama.
- José Carlos Mariátegui

“Perdonen las feas pero belleza es esencial” externó el poeta Vinicius de Moraes. Estoy en luto y soy obligado a exceptuarlo para exultar con lo que se esta pasando en Brasil y espanta el mundo. Más um escándalo con la alimentación. La carne (bovina, suína y de aves) brasileña, que representa más de 7% del Producto Interno Bruto es comercializada podrida por voluntad de políticos, frigoríficos y fiscales corruptos. Después de 24 meses de investigación la Policia Federal descubrió.

-------------------------------------------------------------

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Totalitarismo Mundial

Fonte: La Prensa
por Sebastião Pinheiro

O amigo Füllgraf nos participa a situação dos incêndios florestais deconíferas no sul do Chile. Incêndios florestais de coníferas são praticamente incontroláveis, no passado os ciprestes da cordilheira e alerces chegavam a queimar durante meses pelas condições do clima. A situação é tão dramática que os japoneses na Segunda Guerra Mundial, além de atacarem o Havaí e tomarem as Filipinas uma colônia norte-americana usaram balões estratosféricos com bombas incendiárias que caiam com muita precisão sobre as florestas de coníferas causando terror no país. O impacto era tão grande que os estudantes universitários foram treinados e formadas brigadas de bombeiros florestais com um corpo de paraquedista para impedir a propagação bem no inicio, pois depois é praticamente incontrolável. O uso de dinamite era uma solução eficiente, pois eliminava o ar (Oxigênio) e extinguia as chamas.

--------------------------------------------------------------

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Radicais Livres

por Sebastião Pinheiro
Eng. Agronômo e Florestal, escritor, analista científico
Juquira Candiru
'…Quanto mais palpável é uma verdade, mais tempo requer para conquistar o lugar a que tem direito. Os obstáculos, que se colocam em seu caminho, se devem a que essa verdade desencadeia ao seu redor um verdadeiro ódio. Pois, ela anuncia uma revolução, uma perturbação dos interesses existentes e dos lugares conquistados.'
- Samuel Hahnemann
 
A primeira pessoa que ouvi abordar o tema dos radicais livres foi o médico homeopata fluminense Radjalma Cabral Lima. Eu estava dando um curso no Assentamento na antiga Fazenda Normandia próximo a Carauru/PE . Ele apareceu e foi convidado a dar uma oficina sobre saúde. Ensinou como os indígenas consertam seus corações e problemas comuns a todos ao compassar a batida dos pés (de todos) no chão, meditação dinâmica extremamente profunda que deixa as meditações personalistas ou individualistas no chinelo. Isso foi no final do Século XX. Ali também conheci o famoso biólogo “Lula do Mel”, que conhece abelhas como poucos no país. Os alunos eram engenheiros agrônomos recém-contratados pelo antigo MIRAD/INCRA para atuar nos assentamentos. A quase totalidade inexperiente trazia o vício messianista da elite local, periodicamente expelidos em minoria revoltada de muitas universidades vítimas da reciclagem do modelo. Tornam-se, posteriormente, expoentes na política local, e não raros com projeção na política nacional. Mantendo o status quo confundindo revolta individual e rebeldia comunitária com oportunidade de ascenção social e futuro. Eles ficaram bem contrariados e os mais ousados externaram seu descontentamento.

-------------------------------------------------------------

Mundo cão

por Sebastião Pinheiro
Fundação Juquira Candiru

Amanhã é 28 de dezembro, o "Dia dos Santos Inocentes", quando se diz a todos depois das brincadeiras, que a inocência te valha. Para aqueles que não sabem, mas eu sou do tempo dos paquidermes e na véspera de natal o "Chanchofante" não chocou-me. Nem a possibilidade de ser causado por agrotóxicos, pois isso é tão banal que já não comove ninguém, ainda mais quando naquela manhã passei em frente ao Hospital do Câncer Infantil e pude ver muitos jovens e seus pais todos ansiosos pelo ônibus da prefeitura que os levaria a suas famílias, para a festa religiosa e de final de ano. Que a inocência lhes valha! Lembram-se da série de filmes italianos "Il Mondo Cane". Assim me sinto com o tema. Em pelo menos quatro dos jovens suas cicatrizes mostram operação no cérebro e tenho absoluta consciência que eram todos filhos de agricultores, vítimas da tecnologia e do agrobusiness. Volto para casa melancólico, pois foram quarenta anos lutando ensandecido contra os agrotóxicos e eles a cada dia mais e mais consolidados como verdade científica do Complexo Militar-Agro-Industrial-Alimentar-Financeiro, que deseja que pensemos que são os salvadores da humanidade. Que a inocência me valha!

--------------------------------------------------------------

Quinta pata do gato

Escrito pelo maestro Sebastião Pinheiro
Fundação Juquira Candiru
La música es “Perfidia” y el tema “Sideróforos”, ustedes ya saben sus significados. “Recordar es vivir”. Uno de mis trabajos más interesantes como estudiante forestal fue la “producción de ácido cítrico” a partir del aserrín de madera, hidrolizada en beta-Glucosa, por los métodos de Bergius y Scholler-Tornesch (1932), que inoculado con Aspergilus niger en aeración constante en los idos de 1971 en el Parque Pereyra Iraola fue una innovación. Sí, yo sé que no habías nacido, pero es importante que en aquella época tampoco se conocían plantas C4 (1974) y menos aún las de metabolismo del ácido crasulácio CAM (1985), de mi querido Nopal y amadas cactáceas, como el etnológico “lobrobó”, apodado por la iglesia con el nombre “Ora Pró Nobis” en sus santos óleos para no identificar con la comida de esclavos de un continente donde no hay cactáceas. En aquella época la enzima más abundante en el planeta, la RUBISCO aún era desconocida, por favor, no rían (foto).

-------------------------------------------------------------

Perfídia

por Sebastião Pinheiro 
Fundação Juquira Candiru
Ayer envié mensajes a algunos amigos por las fiestas de final de año. Infelizmente, no eran de congratulaciones o felicitaciones, pero sí de condolencias cívicas, religiosas y sociales, pues si tuviera que usar una palabra para definir la actualidad mundial, nacional y local en todas las latitudes y longitudes, es ella: PERFIDIA.
Para muchos “perfidia” es solamente la letra inmortal de la canción del compositor mexicano (Chiapas) A. Dominguez Borras, pero pocos se dan cuenta que la “perfidia” es una palabra del jargón militar con significado de falsedad, engaño, traición, bien más amplia.  Si para mí eso está siendo el tiempo que termina o el mundo que comienza por el ángulo que desee mirar. (foto)

-------------------------------------------------------------

La vez del Hierro




por Sebastião Pinheiro
Fundação Juquira Candiru

Iván Pavel expuso la materia de “La Jornada del Campo”, pero antes de encontrarla me deparé con la foto y el texto:

 “El burgués, no conforme con poseer grandes tesoros de los que a nadie participa, en su insaciable avaricia, roba el producto de su trabajo al obrero y al peón, despoja al indio de su pequeña propiedad y no satisfecho aún, lo insulta y golpea haciendo alarde del apoyo que le prestan los tribunales, porque el juez, única esperanza del débil, hallase también al servicio de la canalla” ― Emiliano Zapata (1879-1919).

La lectura me aguzo la visión. Un Siglo después, sin dudas llegamos al centro del Agujero Negro del Capitalismo Internacional, donde el tiempo no pasa, por la gigantesca gravedad y todos los valores son triturados por el poder infinito del “Novo Ordo Seculorum”. La ciudadanía deja de ser el valor supremo advenido de la vida, voto universal y libertad, para pasar a ser ejercicio del poder de la riqueza en esclavitud de todos y todo”. Ejemplificado en la alocución latina “Jus primae noctis”, violencia máxima a la naturaleza y dignidad humana.

-------------------------------------------------------------

Sideróforos

Investigação com Biofertilizante, EL TENEBROSO (merda de vaca, rochas, sulfatos - sulfato ferroso - microrganismos locais e carvão micro-pulverizado), Sítio Solar Blanco/SP
organização Oliver Naves Blanco
Engº Agrônomo
"Sideróforos é o sistema mais importante de proteção à saúde do solo, plantas, animais e oceanos. O Fe3+ é totalmente insolúvel. O Fe2+ é pouco solúvel, mas os saprófitos os transformam em moléculas orgânicas para evitar que os outros (patógenos) os utilizem e causem doenças. O uso de biofertilizantes com sideróforos (transportadores de Ferro) é o hit parade da agricultura". _ Sebastião Pinheiro em prosa..

-------------------------------------------------------------

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

A Natureza

por Sebastião Pinheiro
El amigo y colega A. Piaia páutame sobre el merchandising de monsanto, “Los microorganismos en el futuro”, divulgado como ciencia para incautos, serviles o ignorantes. No lo pude atender inmediatamente pues estaba leyendo R. Steiner, lo que me obligó a leer “Teoría de la Naturaleza” de J.W. von Goethe (1749 – 1832) y por suerte ya había leído “Kosmos” de von Humboldt (1767- 1835). Pero me obligó a ir hasta Baruch Spinoza (1632- 1677) en “Tratado de la Reforma del Entendimiento” y después “Ética demostrada según el orden geométrico”, pues tengo horror a cosas místicas o esotéricas mezcladas con espiritualidad en lo que agradezco mucho a Desiderio Erasmo que vivió en Rotterdam (1466-1536), y no agradaba a nadie. Es con este espíritu que atiendo al amigo en mister tan complejo.

-------------------------------------------------------------

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Semente azul

por Sebastião Pinheiro

O amigo Dr. Joel filártiga no Facebook (06 / XII / 16) fez-me lembrar: no final da década de noventa o baixinho menem mandava na Argentina e o "Acadêmico" Cardoso no Brasil e a novidade eram as sementes transgénicas impostas por "colmeia" Clinton apoiadas pelos organismos multilaterais de finanças e tecnologias. O publicado pelo doutor sobre a escola que leva o nome de seu filho " Joelito " envenenada pela delta pine com sementes de algodão " vencidas " (sem poder germinativa) tratadas com uma bactéria geneticamente alterada e seis inseticidas e fungicidas " me fez reviver coisas Felizes, tristes e com medo.
Em 11 de dezembro de 98 estive em basiléia, na sede de uma entidade internacional de trabalhadores na indústria da alimentação e agricultura, com quem estava trabalhando somente por ideologia social e política. A Diretora Inglesa ficou muito chateada quando me perguntou sobre a Argentina e o Brasil no caminho liberal e eu sarcástico disse-lhe que em três anos ela ia ter sua resposta sobre a catástrofe. Eu errei por oito dias, pois o dia 19 de dezembro de 2001 Argentina conheceu o caos.
Pois em 19 de março de 99 fui chamado de urgência ao Paraguai para o atentado terrorista de delta pine em canto-í e canto florido no departamento de paraguarí. Lá conheci Ana Segovia uma das pessoas que abraçou a população e lutou pela causa correndo riscos de vida. Ela migrou para Espanha onde vive agora. Sim, no mundo há muita estenderá " (Rupert Sheldrake).

-------------------------------------------------------------

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Gravidade cósmica

por Sebastião Pinheiro
É saudável começar pelo princípio, Kobierzyce é uma cidade polonesa estabelecida após a derrota alemã em seu território, por Stálin ao avançar as fronteiras russas em aproximadamente 200 quilômetros sobre a Polônia e compensá-la com o terreno dos derrotados (Água e Sociedade retornam ao seu Espaço); Antes seu nome era Koberwitz (em Breslau, Baixa Silésia) e tornou-se famosa, pois ali em 1924 o filósofo croata Rudolf Steiner proferiu as dez leituras em um curso sobre Princípios Baseados na Ciência Espiritual para o Desenvolvimento da Agricultura, posteriormente denominado de Método Biológico-Dinâmico ou “Agricultura Biodinâmica”, agora transformado em livro. A este curso realizado no castelo do Conde e Condessa de Kayserlingk (foto)

----------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Desbunde

por Sebastião Pinheiro

Não é que há dez dias um casal de tesourinhas (Tyrannus savanae) (foto) fez ninho em meu barraco. Minha alegria foi empanada pelo luto esportivo, pois nos últimos nove dias a bandeira nacional esteve a meio mastro por luto cívico em algo que se for classificado de acidente provoca risos nos países mais sisudos. Ontem ao vê-la novamente na cima do mastro vieram as catástrofes e a mídia pretendeu-me um emotivo “torcedor”:

1) A cidade do Rio de Janeiro transformou-se em uma praça de guerra. A igreja usada como parapeito de “snipers” da PMRJ, pois os desgraçados resistiam a pagar a conta dos ladrões e cafajestes com mandato;

2) Os preceptores dos “juizecos” foram chamados a consolidar o interesse de outro poder contra um arroubo de virtuosismo de um colega e acabaram sentando sobre sua “obra” que está hedionda. Pelo que renego delegar minha cidadania.

----------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Dejà vu di Croma

por Sebastião Pinheiro

A viagem no tempo é possível, além do "Déjà vu" e eu voltei para os anos 70, não na memória, mas em nova situação no chihuahua, sim a terra do cãozinho simpático e nervoso (foto) e de A expressão: "ai chihuahua", para uma dificuldade.
Por coisas do destino cheguei no dia 20 de novembro (domingo) aniversário do início da revolução mexicana, no berço. No entanto, há quem diga que ela começou 6 dias antes na faca parado e faço minha referência respeitosa a Toribio Ortega e seus 14 altruístas.
Agora que morreu Fidel é necessário que os intelectuais de bolsos e os acadêmicos de aluguel ultrapassem essa orfandade. Do aeroporto seguimos direto fazia guerreiro, local do x Congresso Nacional orgânico organizado pela associação de produtores orgânicos de guerreiros e "Unifrut".
É ousadia imprudente encaixar um curso de cromatografia de pfeiffer em um congresso pela exiguidade do tempo e as suas múltiplas fases, mas aceitamos o chegar pelo contexto e necessidade de tecnologia na construção do biopoder camponês, além das indicações do " Trend business ". Continue lendo..

-------------------------------------------------------------

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Está com a macaca

por Sebastião Pinheiro
_sua página no facebook_

Esperando minha partida para os manzaneros de Chihuahua, hoje eu “acordei com a macaca”. Essa é outra expressão tomada pelo brasileiro das línguas Banto (Bantu). Estar com a macaca ou acordar com ela significa estar muito alegre, rindo à toa. Não, não tergiversem, pois não tem nada a ver com os comentários desairosos feitos por uma cretina apoiada pela prefeita lá nos States que foi obrigada a renunciar. Mas, cá entre nós, a despedida de Obama elogiando Angela Merkel não eclipsou, realçou a “nomeklatura” no governo Trump, um “golpe de manopla” (foto) no queixo do canastrão eleito; Na lista, como dizia Jânio Quadros: “Estão desde Belzebu a Mefistófeles”, enquanto na Suprema Corte Tupiniquim houve um bate boca, pois o julgar é preterido pelo governar através de sentenças. Continue lendo..

----------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

exumo & insumo

por Juquira Candirú

A todos mis amigos latinoamericanos estoy podrido, solo se habla, escribe y escena sobre las elecciones en los Estados Unidos, mientras nuestro problema mayor es que los Estados Brasileños están fallidos, en la bancarrota, sin plata para pagar los prestadores de servicios de salud, educación y seguridad. Peor el Estado de Río de Janeiro, tercero del país pagará los vencimientos de los servidores públicos en siete parcelas (cuotas); Algo parecido con lo que está siendo hecho en Río Grande del Sur hace ya un año y no se dice nada sobre la corrupción que llevó a este descalabro en los últimos catorce años, pues la inteligencia imperial prohíbe. Continue lendo...

-------------------------------------------------------------

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Sentem que o leão é manso!

texto Professor Sebastião Pinheiro

En Brasil hay la expresión: “¡Sienten que el león es manso!”. Su origen está en un tipo que fue al circo y se sientó en la enmienda de dos tablas, que al peso de los asistentes estaban más alejadas. Durante el espectáculo el león huyo del domador y avanzó sobre el público, que en pánico salió en disparada haciendo la enmienda en las tablas se juntaran apretando los huevos del infeliz. Cuya única alternativa fue gritar: Sienten que el león es manso. Idiosincrasias a la parte, el articulo abajo publicado en la Jornada de hoy en Ciudad de México no es para el temperamento brasileño, pues política en tiempos de crisis global carrega contornos macabros.
Estados Unidos: lo que viene Las siete propuestas de Trump que explican su victoria
Ignacio Ramonet La Jornada 10 noviembre 2016
La victoria de Donald Trump (como el Brexit en Reino Unido, o la victoria del no en Colombia) significa, primero, una nueva estrepitosa derrota de los grandes medios dominantes y de los institutos de sondeo y de las encuestas de opinión. Pero significa también que toda la arquitectura mundial, establecida al final de la Segunda Guerra Mundial, se ve ahora trastocada y se derrumba. Los naipes de la geopolítica se van a barajar de nuevo. Otra partida empieza. Entramos en una era nueva cuyo rasgo determinante es lo desconocido. Ahora todo puede ocurrir. Continue lendo...

-----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Orgias & Eugenias

texto Professor Sebastião Pinheiro

Había yo recién contestado el e-mail de México agradeciendo el informe sobre el Tribunal Internacional contra Monsanto y su Glyphosate (FAENA, Roundup, Glifosato etc.) cuando explotó el petardo del acoso intelectual y profesional al científico Dr. Damián Verzeñassi. Eisenhower tenía un "big stick" en la mano y amenazaba a los que no se encuadraban en la Guerra Fría y profesaban ideologías diferentes. Pobre Gandhi no fue el primer. En América Latina poco se sabe sobre la masacre en Jakarta que empezó en Octubre de 1965 con una lista de 5.000 desafectos de los EEUU, muchos de ellos injustamente acusados de comunistas. Fueron más de 300 mil muertos y el dictador instalado Sukarno recibió Green Light para invadir el Timor del Leste una colonia portuguesa olvidada como recompensa económica. Algunos anos antes Guatemala tenia su presidente depuesto y la “Mano Blanca” tuvo el mismo apoyo sanguinario. La decadencia del imperio es medible por la portada del Der Spiegel el candidato y la candidata todos sucios con materia fecal (foto) como en una contienda entre monos roncadores (howler monkyes) Allouata sp. (foto) Nada cambió solamente mayor decadencia e indecencia. Continue lendo...

-----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Samarco

Carl Sagan

texto do Professor Sebastião Pinheiro

A expressão latina “Mutatis mutandis” (mudar o que precisa ser mudado) de largo emprego na época medieval européia mantém seu significado e retorna como ideologia subliminar e acima de qualquer suspeita cidadã para evitar conotações esquizofrênicas ou neuróticas.
Em 09 de janeiro postei uma foto do rompimento da Barragem do Fundão no Distrito de Bento Rodrigues em Mariana/MG pedindo ajuda com medo que minha ansiedade pela verdade pudesse se transformar em enfermidade psicológica. Sim, passaram 296 dias e agora há a intervenção presidencial. O que teremos luz, névoa ou trevas?
No mundo vemos náufragos e corpos chegarem à ilha de Lampedusa, Itália. Isso nos faz lembrar do príncipe Guiseppe Tomasi di Lampedusa que durante o risorgimento em “Il Leopardo” dizia: “Se vogliamo che tutto rimanga come è, bisogna che tutto cambi" (Tudo deve mudar para que fique como está) em sintonia com a realidade e ações que agora ressurgem. O que era inerente às eleições nos EUA (o povo vota mas os delegados eleitores elegem), agora é práxis internacional, via FMI e OMC. É o que vimos aqui nas últimas cinco eleições, embora o status quo esteja mudando para um totalitarismo a cada dia mais aperfeiçoado, a decadência imperial é inquestionável. Então por que a intervenção presidencial no “acidente” da Samarco BHP Billinton (especializada em minérios e suas impurezas como o ouro no minério de ferro, depois de um ano de contemporização? Nem as multas do executivo foram pagas.

---------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

A luta segue, e segue...

Cromatografia do Fladen, Oliver Blanco
por Sebastião Pinheiro
20 de outubro 2016
Viva Zapata! A luta segue, e segue...
O amigo, prof. Zeca (Pampa-Selva) Pires, me fez pensar quando postou sobre um novo de análise de solo. Com apenas três anos, em 1950, a morte de meu pai obrigou a entender e estudar as violências antes de compreender o porquê da vida. O positivo é que adquiri a capacidade de perceber as sofisticações e fantasias por trás das violências.

Nos últimos anos debrucei sobre análises de solo um pouco além do sentido tecnológico de Liebig, Henry, Rothamstead, Rockefeller, TVA ou Yagodín. O postado mostra uma nova ferramenta que propõe mudança, mas pode escamotear a manutenção da ideologia ao que os vulgares dizem: “Mudam as moscas, mas o substrato permanece o mesmo”.

Destemido, despretensioso e sem soberba orgulho-me dos enfrentamentos e embates contra as violências antropo-etno-tecnológicas e todas as derrotas que contribui nas pretendidas vitórias que desejava construir. Continue lendo...

--------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Desaparecimento das abelhas

Ryania speciosa antiga Patrisia pyrifera Nativa da América Latina
Pinheiro, T.
13 de outubro 2016
Ayer he recibido una noticia triste, una de las más influyentes ambientalistas de Brasil desencarnó a los 90 años de edad despues de irradiar mucha luz. Ella fue la gran pionera no solo en defensa de la naturaleza y medioambiente (Hermenegildo) como también en la lucha por una agricultura sin venenos y posibilitó el primer proyecto de agricultura orgánica en el sur de Brasil, entonces denominado de “Proyecto Vacaría”. Fue el guardián en la investigación del Agente Naranja en Tucuruí. Estaba yo escribiendo una colaboración al documento sobre el desaparecimiento de las colmenas (CCD) del Dr. Filártiga cuando recibí con mucho pesar la información de su pasaje. “Requiescat in paceSra. M Renner.

Sobre el desaparecimiento de las abejas, muchos poderosos ignoran la profecía de Einstein por demás conocida y ya nos referimos a eso. La National Geographic presentó en video un agricultor en China polinizando flor a flor un árbol de pera con granos de polen sobre un pincel. Imagine usted lo que significa eso. Continue lendo..

---------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Império decadente



Pinheiro, T.
09 de outubro 2016
Mis sentimientos. Perdón, no pésames; La fecha no está en los calendarios, pero justifica la reflexión, por supuesto también estudios constantes. No es el día de “San Patricio en Irlanda, ni el de San Francisco, en Assis o de San Jorge, a doquier.

Buscaba yo en la Internet saber de su carta, que debería ser anunciada después de su muerte, pero fue anticipada y no sé sabe aún el porqué. Para algunos, eso fue explotado por inteligencia para diseminar cizaña y odio, mientras para otros, mala lectura de la situación ya crítica, por no decir desesperadora por la traición académica (RD) y política (MMM). Cuando será que sabremos todos las razones. Continue lendo..

----------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Bioma Pampa e Glifosato

Juquira Candirú
06 de outubro

"A cada dia o agronegócio destrói mais e mais o solo ultrassocial para beneficiar a indústria alimentícia..."

El mes de septiembre fue vertiginoso, y pude echar de lado la nostalgia al rever uno de los biomas más interesantes que estudié y conocí “El Pampa”. Estuve dos veces en Manuel Viana y San Francisco de Assis allá para las bandas del Alegrete, pero perdí más de 30 cromatografías de Pfeiffer por una soda cáustica de mala calidad que se carbonató, pude percibir que a cada día el agronegocios destruye más y más el suelo ultrasocial para beneficiar la Industria Alimentaria. Si el arenal, apodo eufemístico para el desierto que está creciendo acelerado y ahora amenazado por la soja.

En los años 70 tuve la oportunidad de escuchar el dictador Gen. Geisel en Palmeiras das Missões hablar que en los campos de pastos duros se iba a fertilizar y hacer agricultura. He visto las primeras hordas bajaren del norte del Estado para el Pampa arrendando tierras para plantar soja. Era una época cretina y yo en mi juventud no imaginaba que aquél fuera ventrílocuo, pues no conseguía verlo sentado en las piernas del alguien. Pasados 40 años la desigualdad aumentó muchísimo y la economía perdió su complejidad. Sin embargo, la soja no consiguió fijarse en el pampa. Contiue lendo...

-------------------------------------------------------------

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Antídotos para a ignomínia

por Tião Pinheiro, (Juquira Candirú)
Recortei a coluna “Olhar do Colunista” da Zero Hora de 18 de setembro, domingo. Sua interina J. Colussi afirma que o maior consumidor mundial de defensivos agrícolas (não é culpa dela, mas ordem superior que não permite o termo legal Lei BR 7802/89 e RS 7.747/82, plasmados nas respectivas constituições são agrotóxicos), o que contraria interesses e negócios. Aquele neologismo foi criado a pedido no âmbito do Ministério da Agricultura por seu funcionário Jalmirez G. Gomes autor do Guia dos Defensivos da Lavoura para satisfazer as autoridades do Golpe Militar de 1964, editado pelo ministério da agricultura e que teve distribuição gratuita.

----------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Savana Brasileira

por Tião (Juquira Candirú Satiagraha - सत्याग्रह)
Mi Dios, para un ancianito frágil e indefenso estos días tiene sido de una pachanga terrible. El lunes 29 de agosto embarqué para dos Ejidos de la Reforma Agraria en San Francisco de Assis y Manuel Viana para un curso de “Salud del Suelo”, “Bombero Agroecológico” y “Metagenómica Campesina” con más de 30 cromatografías de Pfeiffer retornando el domingo 4 de Septiembre. El día 8 salí para los Ejidos “Flavia Nunes” y “Emiliano Zapata” a unos 70 Kilómetros de Uberlándia, el "Portal del Cerrado" (Sabana brasileña), el bioma más importante hoy para las grandes corporaciones del Agronegocios, pues todo lo hecho allí en los últimos 30 años será replicado en la Sabana Africana veinte veces mayor, donde Kofi Annan es empleado de Bill y Melinda Gates en la “benemérita” Alliance for Green Revolution in Africa. En la Universidad Federal de Uberlándia dimos una clase para los alumnos de graduación en Educación para el campo y otro en la noche en una solemnidad con el Movimiento Sin Tierra y la Post Graduación en Educación del Campo presentamos por más de 3 horas los problemas de la ultrasocialidad hasta la epidemia de disbiosis en los EEUU. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

A "agroecologia" pode ser uma ferramenta de empoderamento campesino

É fundamental para os movimentos 'agroecológicos' no país: as Redes regionais, municipais e inter-municipais; os Grupos Universitários; os movimentos sociais, rurais e urbanos; escolas e muitos outros, principalmente aos já estabelecidos, como também aos que ainda brotarão, estendendo aqui, de acordo com a reorganização civil em torno da Agricultura Familiar brasileira, e Latina, se valendo também, do alcance e extensões de nossas lutas pela 'unidade' (aqui, entre a dualidade do Ser e do Ter) no resgate do equilíbrio necessário na Agricultura e dos valores de diferentes civilizações em co-viver com os serviços ambientais, diminuindo e mitigando a égide da Sociedade Industrial, pelo menos até termos a base cultural e autônoma dos Campesinos e Campesinas - destruída pela mentira abjeta da Revolução Verde - novamente resgatada, regenerada, e no caminho evolutivo saudável, cooperativo e de triunfos aos que se associam. Para tal, é fundamental entender o Biopoder Camponês.

-----------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

A esteira mijada e a Relação C:N

Diego de Rivera pintor e muralista Mexicano
por Sebastião Pinheiro

Quinta alegoria na saúde no solo para construção do biopoder camponês: A esteira mijada e a Relação C:N.
Uma esteira é um artesanato com fibras vegetais tecidas, que serve para revestir paredes, forrar o chão e servir como cama (petate, straw mat), foto. Normalmente é feita de taboa (Thypha latifólia), folhas de palmeiras ou capins. É bastante durável pela lenta oxidação do Carbono das fibras. Contudo, quando um bebê urina na esteira, ela deve lavada imediatamente, senão se decompõe em poucos dias e isto é devido à alteração na relação Carbono-Nitrogênio. No solo o que significa aplicar uréia?

-----------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Agroecologia Campesina

De 11 a 13 de agosto deste ano, acontecerá na Universidade Autônoma de Chapingo - México - Departamento de Agroecologia, as comemorações do 25º aniversário do programa educativo de engenharia na agroecologia e no marco do processo de construção do Movimento Agroecológico do México que se organiza no:
II Encontro Internacional de Economia Campesina e Agroecologia na América: soberania alimentar, mudanças climática e tecnologias agroecológicas. 

As vozes que darão luz, cor, gênero e a fertilidade musical ao encontro, e que representam a reflexão, inspiração e a transpiração dos Campesinos e Campesinas do Sul Mundializado da Agroecologia:



Sabemos pela história que muitos conhecimentos antigos foram propositadamente esquecidos e decrescentes nos ramos da ciência agrária, repudiados pelos interesses mafiosos das indústrias (grandes corporações petroquímicas, de alimentação e drogarias). Este introito nos conduz ao passado numa análise profunda da agriCultura a 100 anos atrás. Baixe o PDF e Continue lendo...

-----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Segundo cérebro e a água de Porto Alegre


por Sebastião Pinheiro

A colega Raniera solicitou informações sobre a água de Porto Alegre. Meu sarcasmo pampeano permite intitular essa resposta: Do “bigstick” de Eisenhower ao tapinha nas costas de Obama.
foto 1
O livro “The Second Brain” (O Segundo Cérebro), do médico Michael Gershon é “Best Seller” e causa comoção ao denunciar a destruição pelos hábitos de vida impostos pelo “Complexo Agro-Industrial, Alimentar, Financeiro (agronegócios). Há 42 anos, em Brasília, quando o Brasil reatou relações diplomáticas com a China, suspensas dez anos antes quando a missão diplomática daquele país foi presa, expropriada de seu dinheiro, condenada e posteriormente indultada e expulsa nos dias seguintes ao golpe militar (foto 1); O ditador Geisel recebeu a nova comitiva chinesa (foto 2) e para luzir sua ação social, naquele então a palavra Social nem constava no nome e sigla do BNDE, disse aos comunistas asiáticos que, toda criança na escola brasileira recebia uma merenda escolar. O pobre tradutor chinês da missão ficou numa saia justa, pois não conseguia traduzir a intenção das palavras do ditador sobre o termo merenda, o tradutor brasileiro tentou explicar, mas a comitiva estrangeira não conseguia entender o porquê de se comer na escola de um turno. Depois de algum nervosismo e sorrisos amarelos dos locais. O chefe da delegação foi claro e objetivo: “Na China toda criança sai de sua casa o suficientemente alimentada para não necessitar comer na escola, pois isso prejudica o seu aprendizado”. A parte final da tradução para o português ficou incompleta graças ao “desconfiômetro” do tradutor nacional, e até mesmos os estrangeiros entenderam. Continue lendo...

-------------------------------------------------------------

segunda-feira, 25 de julho de 2016

" Má Oi "

por Sebastião Pinheiro
O cientista Roberto da Mata em entrevista à TV afirmou que foi criança em uma casa sem livros. Minha situação era pior, fiquei órfão muito cedo e forçado a “não chorar por não ter sapatos, pois haviam aqueles que não tinham o pé”. O primeiro nome do país independente foi “Império” do Brasil. Na casa onde morava ninguém era alfabetizado, pois escola era para a elite, logo mesmo indo à escola, livro era supérfluo. Aprendi a ler sozinho antes dos 5 anos com outros primos que iam a escola. E além do jornal O Dia, lia emprestada pelo vizinho livreiro as Seleções Reader’s Digest velhas que ele colecionava.

Ler e escrever é muito bom, mas lembro que tomei uma coça aos 11 anos por contestar meu tio, que rato velho não virava morcego, pois são espécies diferentes; Outro “tio” (as aspas, pois ele era casado com minha tia) me deu outra coça, pois ele disse “Orospoque”, para o helicóptero, e eu cai na asneira de corrigi-lo. Hoje, a segurança que a leitura dá a TV retira, pois esconde a realidade ao não permitir a reflexão que ela traduz. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Pós de estrelas

por Sebastião Pinheiro

O novo símbolo da Juquira Candiru Satyagraha é o ícone dos Hopis ou Puelos o “Kokopilli”, símbolo de fertilidade, que através da música supera as dificuldades e faz germinar suas sementes. O juntamos ao “Kultrun” para maior harmonia no pulsar do coração do solo saudável que nos cura através de sua vibração e Luz.
Cidadãos em sociedades soberanas não necessitam de adjetivos junto aos nomes para esclarecer valores, pois entendem a significação e significado semântico nas coisas, senso comum ou consciência coletiva. Sociedades dominadas ou alienadas adoram adjetivos embelezando substantivos.
Há aproximadamente 30 anos começamos a escutar os termos: “sustentabilidade”, “segurança alimentar”, “sementes crioulas” repetidos de forma impertinente nos movimentos sociais, mídia, órgãos de governo, e, principalmente nos documentos dos organismos multilaterais. Sempre que uma ordem está para ser implantada os neologismos surgem para educar e aculturar consumidores e gestores políticos heteronômicos.
A repetição à exaustão por pessoas humildes leva ao messianismo, o que é bem explorado pelo poder e mercado.
O termo “segurança alimentar” substituído pelo de “soberania alimentar” por radicalismo político subalterno, sequer notado entre os locais e apropriado pela indústria de alimentos que foi beneficiada com a troca. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

domingo, 10 de julho de 2016

Ditaduras epidêmicas


por Sebastião Pinheiro (Juquira Candiru)

No final da ditadura os meios de comunicação, através de seus jornalistas corruptos acusavam aqueles que externavam a preocupação com a poluição e devastação ambiental de serem “ambientalistas de plantão”. Depois houve uma época onde a natureza foi pasteurizada e ganhou o glamour de Hollywood para o consumismo e perda da pouca consciência e identidade. O tempo passou e hoje já é raro alguém defender a natureza independente de sua militância político partidária ou venda de serviços. Em parte houve avanço, e também retrocesso, pois as transnacionais de serviços ambientais espalhafatosos e as Go-NGO (Governamentais ONGs) e não estamos nos referindo a coisas recentes, pois a primeira, a WWF foi criada em 11 de Setembro. Calma gente, quarenta anos antes dos aviões chocarem com as Torres Gêmeas. O diabólico é que o príncipe Phillip entregou a GoNGO para seu compadre Príncipe Bernhard de Lippe von Biesterfeld consorte da Rainha Juliana dos Países Baixos para presidir (foto). Em 1963 a WWF fez, através de Godfrey Rockefeller o primeiro relatório sobre Mudança Climática. Qual sua finalidade quando na África havia dois países independentes (Egito e Etiópia)? O que a WWF acumulou desde então sobre o tema e quais as projeções que pode fazer sobre mudança climática em inversões, lucros, serviços por traz da COP 21 em Paris. Continue lendo...

-----------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Disbiose Mental

 fosforescência em UV - Cromatografia - Biopoder Camponês
por Juquira Candirú Satiagraha
Lisarb estava “chinchudo” como dizia seu vizinho “pampeano” e isso não tinha nada a ver com a Copa América, onde todo mundo cantava o hino com a mão sobre o coração. Lisarb, um genuíno workarholic, depois de postar sobre a separação de Huminas A.S e Huminas AIS adotou o trabalho feito pelos chineses para resolver encontrar o famigerado Roundup, a nave-mãe dos agronegócios internacional no meio ambiente, alimentos, águas e principalmente alimentos, através do complexo de Glyphosate-Ag(2HL) e Glyphosate-NH4H2L, (foto) sem recorrer ao uso da Nihindrina extremamente tóxica e exigente de muita segurança química.  Optou pela Fotoluminescência das moléculas anteriores com o eletroquímico Methyl Viologen...

----------------------------------------------------------------------------------

sábado, 25 de junho de 2016

Je suis Oaxaca

e, resumo do I Seminário Internacional sobre Educação do Campo
por Tião Pinheiro (Juquira Candiru Satiagraha)
Cambada (não se ofendam, essa palavra do Quimbundo significa “grupo de camaradas em ação”) estou de volta do I Seminário Internacional sobre Educação do Campo organizado pela FACED da U. F. de Uberlândia e muitíssimo mais enfezado (infenso) pelo massacre de professores em Oaxaca a maior universidade a céu aberto do Planeta. Uma estudante yankee estudante no M.I.T me disse: “Seis meses nessas montanhas com esses povos se aprende mais que em cinco anos na minha instituição. Não entendi por que ela disse povos no plural, mas depois conheci Monte Alban, S. Juan Tabá, Gelatao em várias viagens a Oaxaca, e então, entendi.
No III Fórum Social Mundial de Porto Alegre assisti uma oficina organizada por gente da Bunge, que pôs à mesa 10 ambientalistas famosos para falar sobre o meio ambiente para respaldar sua ação destruidora social e ambiental no sul do Piauí. Fiz eles engolirem tudo que tinham dito. Eu estava tão revoltado que ao voltar para o meu lugar cruzei olhar com um participante vestindo huipil (A. Gonzalez). Perguntei: Sos mexicano? Ele assentiu com a cabeça e eu ampliei: De donde? - Ele disse de Oaxaca. Eu disse: Sos feliz, pues Dios hizo Oaxaca y el diablo hizo el resto del mundo, de donde viven esos. Ele apenas balançou a cabeça. Um massacre de professores no país que em 1936 deu exemplo ao mundo recebendo milhares de crianças refugiadas da Guerra Civil Española e foram hospedadas no Palácio Presidencial em Los Pinos para a perplexidade do Mundo. A Inglaterra foge da União por temer refugiados e esse massacre nivela governos, mas jamais nivelará povos. O triste é que não vemos uma campanha orquestrada “Je suis Oaxaca”. Mundo estranho.

----------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 21 de junho de 2016

Produzir alimentos e evitar a Mudança Climática - Biopoder Camponês

Munha de carvão, São Pedro/SP
por Sebastião Pinheiro (página pessoal)
O exponencial de riscos de Mudança Climática cresce com desastres como as tempestades de pó (terra fértil) desde a Mongólia até o Japão e o avanço dos Furacões e Tornados cada vez atingindo maior latitude no Hemisfério Boreal e começando a tornar-se freqüente no Austral, onde amiúde as catástrofes como secas prolongadas, golpes de calor e as “Super-Células” e “Micro-explosões” (Porto Alegre e Campinas) se fazem presentes. Os cientistas chineses Li Cuilan, Gao Shuqing, Gao Qiang, WangLichun e Zhang Jinjing, felizmente, se debruçam sobre o teor de “Huminas” na matéria orgânica do solo para reversão dos fenômenos meteorológicos através da Geoengenharia.

-----------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 13 de junho de 2016

Dia Mundial do Meio Ambiente


por Sebastião Pinheiro

Minha gente, para comemorar o Dia Mundial do Meio Ambiente devo contar que retornei hoje de Murici na Zona da Mata (Atlântica) alagoana, onde está sendo reintroduzido o famoso mutum-de-Alagoas (Mitu mitu mitu) (foto) já praticamente (EW) extinto na natureza, mas sendo reintroduzido com custos elevados. Historicamente é o reduto da Serra da Barriga onde se refugiavam os indígenas, brancos e quilombolas professando a Liberdade e que incomodou os negócios da Companhia das Índias Ocidentais, primeira multinacional mercantil, orgulho dos economistas clássicos e neoclássicos. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sábado, 21 de maio de 2016

Golpe


por Tião - Juquira Candirú Satiagraha

É impossível ocultar a verdade no tempo, pois haverá o amanhã.

Lisarb, o “Pereba” passou a noite com os olhos pregados na TV, cônscio de saber da trava em seus olhos e sem preocupar-se com o cisco no alheio (Mateus 7:3). Nunca em sua vida, antes havia visto um jogo preliminar tão cretino. A covardia ingênua da vítima presa com o focinho na ratoeira (corrupto) e a coragem medrosa dos algozes iguais, ainda livres. O resultado o espantou, pois a abstenção funcionou como empecilho a que “toda a unanimidade é burra” ensinamento do irmão de Mário Filho: 74 a 1. O Senador covarde, em desgraça não teve a grandeza de subir a tribuna e transformar sua delação em libelo contra seus juízes. Não gritou como Danton (Tu me seguirás... Renan, Jucá, Barbalho, Agripino, Aécio, Gleici, Collor, Aziz, Braga et caterva). O ato de coragem eliminaria muito por baixo dez senadores com folha corrida igual à dele. Será o silêncio o aceno com Anistia? “No Brasil até o passado é incerto”. Postei Tânia e compartilhei a dignidade de R. Flores Magón. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sábado, 21 de maio de 2016

Show de ladrões e oportunistas


por Tião - Juquira Candirú Satiagraha

Todo barco pirata é pequeno, veloz e com bom poder de fogo, mas é na sua tripulação que está a chave para evitar que ele se torne na solidão da espera, uma Nau de Insensatos.
A audiência do Presidente do STF a vários partidos políticos exigindo a impugnação do Presidente da Câmara e indicação do Ministro M. A. de Mello como relator à solicitação para o dia seguinte provocou a reação, e deixa uma pulga atrás da orelha na marujada (foto)... continue lendo...

--------------------------------------------------------------

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Veneno de monstro

No 1º de Maio de 2016, um salve ao BIOPODER CAMPONÊS

por *Tião Pinheiro, via rede cultural popular

Juquira Candirú Satyagraha


Na minha tenra infância combati a felonia com a natureza, talvez por razões religiosas; A coisa mais triste era encontrar um sapo com a boca costurada. Todos tinham pavor do animal condenado pela ignorância a uma morte cruel, mas o pior é que na comunidade a quase totalidade acreditava que não se podia chegar perto do anfíbio por que “o mal”, inveja, despeito ou ódio podia pegar no incauto. Mas, aprendi como Vô Nonô, um velho “ex-escravo”, que ao ver-me preocupado em descosturar a boca de um sapo-boi, untanha (Ceratophrys ornata) preveniu-me a jamais tocar na pele de qualquer sapo. “Use a folha de inhame (Colocasia sp.) ou mamona (Ricinus sp), mesmo assim, depois lave bem as mãos com urina. A gosma da pele do sapo é um veneno perigoso, embora alguns tardem muito tempo em atuar, sempre leva à morte”. Como ele sabia tudo isso, se não sabia sequer ler? Fiz de tudo para pertencer à sua Escola...
Vocês não imaginam depois desses cuidados quantos sapos abri a costura e as coisas absurdas que tirei de suas bocas: retratos, cabelo humano, pedaços de roupa, brincos, até um batom. Continue lendo...

--------------------------------------------------------------

segunda-feira, 2 de maio de 2016

Glifosato


por *Tião Pinheiro, via rede cultural popular

Juquira Candirú Satyagraha


Lo postado abajo por el Dr. Filártiga me abrió los ojos y hizo estudiar. En algunas poblaciones el consumo de grasa animal es un mecanismo contra el frío intenso por su altísimo poder calórico (Inuits, Nepal, Bhutan, etc.) (foto) En el Conosur el consumo de grasa en las carnes es grande mismo con el clima ameno con fuerte impacto a la salud. Las membranas de las células están adaptadas evolutivamente a la energía y físico-química de las grasas.

En la corrida del oro en Califórnia em 1849 era imposible fabricar-se la cerveza Lager (Chopp) por falta de condiciones climáticas para la fermentación del Saccharomyces pastorianus. Como era la más valiosa, también era la más falsificada con el agregado de espumas químicas (Steam Beer). Con todo los gambusinos y mineradores de oro a través de una técnica sencilla, untar el interior de los baldes con sebo animal hacia disolver la espuma denunciando la fraude. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

domingo, 24 de abril de 2016

Geração postergada

por Tião Pinheiro

Em dezembro 2013 vos apresentei Lisarb, apelidado “Pereba” pelo próprio avô. Lembram? Desde então ele se mantinha fiel aos seus princípios: calado, indiferente às ruas, meios de comunicação e inacessível à onda de enganação reacionária auto-intitulada de “revolucionária”. Contudo, indiferença não significa desinteresse ou neutralidade, apenas respeito crítico. Atônito assistiu todos os debates prévios à votação da Aprovação do Relatório de Admissão do Impedimento Constitucional da Presidente na Câmara Federal. Consciente do resultado jejuou por dois dias, lavando o corpo com água e chá de raiz de Picão Preto (Bidens pilosa, hoje Asteraceae, ex-Compositae), mundialmente reconhecido contra a neurastenia. Não atendeu telefonemas e sequer saiu ao Sol em respeito aos vizinhos e amigos divididos, dirigidos e polarizados na disputa pela mídia poluindo as redes sociais. Reagiu, quando provocado pelo casal coxinha, vizinho que troca de carro e próteses de silicone a cada seis meses, mas está com o condomínio atrasado em dez meses. – “Seu Lisarb não o vimos nem de Vermelho nem de Verde-Amarelo. A que se deve a..? O cenho franzido fez o ousado engolir a palavra omissão ou assemelhada. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Brasil amaldiçoado

mas Anima aí! Animem-se...
a luta segue e segue

por Sebastião Pinheiro
"A luta segue e segue não para a vitória, mas para a evolução espiritual da humanidade, pois temos o tempo, que nada mais é que movimento através do espaço. Felicidades"

Disculpen mi pesimismo pero a cada día me parece más que el Brasil fue maldecido por los dioses. La microcefalia surgió de la nada y salió de los noticieros pues el nuevo escándalo produce más noticias frescas. Ahora en la primera plana está la “Influenza A” H1N1 que ya mató más de media centena en Sao Paulo. Cuando llegar el invierno tendremos otra epidemia y desesperación.

Hablar de Sao Paulo no es fácil, pero Freud explica en “El malestar en la cultura”: "La sustitución del poderío individual por la comunidad representa el paso decisivo hacia la cultura"...

"El primer requisito cultural es el de la justicia, o sea la seguridad de que el orden jurídico, una vez establecido, ya no será violado a favor de un individuo, sin que esto implique un pronunciamiento sobre el valor ético de semejante derecho".
 

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Cromas

por Sebastião Pinheiro
Eng. Agrônomo e Florestal

En esta Pascua de Resurrección pido permiso para presentar dos cromas de dos agricultores.

 Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Mulheres em luta

agriCultura em jogo
por Tião
Juquira Candirú

En el Día Internacional de la Mujer fui sorprendido con la manifestación de las mujeres campesinas en una formuladora de fertilizantes de mi ciudad (foto).

Acostumbrado con el nazi-fascimo de la mass media brasileña, quede sin moverme como ayaymama (Nictibius griseus) en observación.

Ni una palabra sobre la historia de la empresa que ellas ocuparon en su manifestación. Fue una empresa creada por 3 descendientes de inmigrantes alemanes (F Madörin, G Becker e J Mallman) apoyados internamente por la Revolución de 1930 y externamente por Alemania y traía la Agricultura Moderna de von Liebig al Rio Grande del Sur, entonces granero de Brasil. Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Ensinamentos éticos


Sinergias do pudim da vovó aos cuidados com o uso do Ácido Piro-lenhoso na agricultura orgânica

por Tião
Jiquira Candirú

Me gusta el pudin de leche de mi abuela. Entonces, mi forma de homenajear el Día Internacional de la Mujer, es recordar que aprendí química y ética en la cocina de mi abuela (foto) y solamente las perfeccioné en la Universidad. Sepan que el color más claro o oscuro del pudin es función de la transformación del azúcar por el calor en caramelo, directo en el molde o aplicado sobre el postre. El azúcar quemado o cualquier sustancia que lo contenga produce caramelo que es una mezcla de compuestos sin una fórmula química conocida, resultado de centenas de aldehídos, alcoholes y ácidos y cetonas, algunos más tóxicos que otros. La mezcla impide determinar el grado de toxicidad que no es la misma de una sustancia aislada de su conjunto por sinergia o potenciar. Continue lendo...

 -------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Cerveja herbicida


Sim, reconheço, sou um desmancha prazer. Você não sabe, mas hoje são recomendados, vendidos e muito utilizados os herbicidas Roundup e Gramoxone (Gramocil) para dessecar cultivos. Isso provoca uma contaminação grave em cereais (trigo, aveia, cevada, milho) legumes (feijão, soja) e outros. Continue lendo...

-----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

 Microcefalia e vírus zika

o que está acontecendo...
Un zancudo Aedes sp recibe un par de transgenes, pero antes debería estar certificado de estar libre de virus, bacterias y otros organismos que puedan pasar a sus hijos por transmisión vertical. Esto lo determina el Protocolo de Cartagena y el Convenio de Biodiversidad. ¿Los huevos de Aedes OX 513A traídos a Brasil no tenían esos documentos? En ningún documento es citada esa desinfección de las larvas antes de la introducción de los genes. Con la palabra las autoridades del Ministerio del Medio Ambiente, IBAMA e Inst. Chico Mendes.

La Oxitec utilizó la Universidad de Sao Paulo para solicitar un estudio con el Aedes aegypti OX513A (creado por la Fundación Rockefeller). Así fue liberado el zancudo transgénico por el parecer CTNBIO N.2765/2010, que explicitaba que las autoridades de salud, medio ambiente, defensa, relaciones exteriores, o sea el Estado y gobierno nacional y estadual tendrían de hacer sus permisos. ¿Eso fue ignorado? ¿Lo peor es que el gobierno (foto2) puso dinero público en eso? Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 1 de abril de 2016

Zika e Chikungunya

Livro aqui em PDF
preocupações atuais

Como todos os cidadãos eu estava atônito até ler este documento que tem 36 páginas da GeneWatch UK de Agosto de 2012, transformado no livro em português: “Mosquitos Geneticamente Modificados: Preocupações Atuais", por Helen Wallace, Third World Network.

 Continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Mimético hormonal não é perigoso?

Esclarecimento
por Tião P.

Meu amigo e compadre (cromatográfico) mexicano Maestro Gumercindo solicitou saber qual foi a resposta a um repley, por não ter acesso. Senti-me obrigado a esclarecer, a partir do principio norteador: “Todo gato tem cinco patas”. A pergunta: Mimético hormonal não é perigoso? continue lendo...

----------------------------------------------------------------------------------

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Sente o peso da mão

da mão que escreve
_versus_ as mãos que balançam a coerção, mentira e morte

por Sebastião Pinheiro

Hoje encontrei jovens marinheiros, soldados da PE panfletando sobre as ações sanitárias, nisso que se resolveu chamar de guerra ao Odioso do Egito (Aedes aegypti). Isto deveria ter sido feito há mais de 40 anos (Ditadura Geisel) quando as primeiras larvas foram encontradas, mas em garimpo não há lugar para identidade ou memória, nem custos. Usam Oswaldo Cruz, mas esquecem que o básico para ele era o saneamento que acabou com os ratos, piolhos, percevejos domésticos e assim ficou fácil matar os mosquitos. Hoje, já são mais de cinco milhões (dengue), e logo alcançará cinco mil vítimas da microcefalia. Todos estão desesperados, pois a curva cada vez fica mais inclinada e não imaginamos onde vai parar. Guerra improvisada é derrota segura, ainda mais em se tratando “micróbio”, insetos e Saúde Pública. ..Continue a ler...
----------------------------------------------------------------------------------------------------------- 

 terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Especulação científica

Povo em desespero, “Lilith” dança sobre a desolação (foto), desejando sobreviver. Como em um garimpo, seus acólitos bailam inconsciente ao seu redor despreocupados com a destruição: “Bamburrar” (encontrar ouro) é preciso. Desafetos desejam seu fim, outros, apenas o retorno ao passado. Acabou a esperança e a epidemia do vírus Zika é assunto de saúde, educação e segurança (logo, governo), mas tratado de forma insegura e pusilânime como em guerra estrangeira.
Após a derrota francesa em 07 de Maio de 1954 em Dien Bien Phu, os norte-americanos compraram os salvados da derrota (mapas, estudos e levantamentos militares de estratégia e tática), pois tinham interesse geopolítico em explorar as prováveis jazidas de petróleo no Golfo de Tonkin, pelo que seguramente iriam à sua Guerra. ..Continue a leitura...
 



SÁBADO, 23 DE JANEIRO DE 2016



O tempo é o senhor da razão

por Sebastião Pinheiro (facebook)

O dia de Oxóssi passou e parece que muitos não prestaram suas obrigações: No dia seguinte à sua festa o "Jornal da Band" mostrou o Ministro da Fazenda Nélson Barbosa sendo "mijado" por um Prêmio Nobel em Economia em Davos, que tripudiou sobre a ressurreição da CPMF. Foi humilhação nacional. Na antevéspera foi a vez do Presidente do Banco Central, Alexandre Tombini passar a mesma vergonha sendo obrigado a dizer algo esdrúxulo, não se sabe se por ordem ou vontade. ..continue lendo!

SÁBADO, 16 DE JANEIRO DE 2016




SEXTA-FEIRA, 8 DE JANEIRO DE 2016



Botânica Camponesa 


por Sebastião Pinheiro*
Falta menos de um mês para o Carnaval e como diz a letrada da marchinha: “Recordar é Viver...” os termos “Endossimbiose” e “Transplante de Bioma Fecal” trouxeram nostalgia. Antes deste século, no Km 68 em Alagoas, em um Assentamento da Reforma Agrária, onde está assentado o irmão da Ita fui convidado para falar sobre agrotóxicos, ao fazer reconhecimento do terreno, ignorei o pedido de consumo e optei por falar sobre Botânica Camponesa. Foi uma das apresentações mais felizes de minha vida profissional. Fazer com que pessoas humildes, alguns desarraigados da terra desde as Ligas Camponesas de F. Julião voltassem a sentir auto-estima e amor próprio. Nos primeiros anos deste século consegui idealizar, a pedido, o “Curso de Economia Invisível da Mulher Camponesa”, organizado e coordenado pelo Núcleo de Economia Alternativa e Movimento de Mulheres Camponesas (paritariamente), e que tive a responsabilidade de apresentar pequenas inserções sobre uma agricultura independente da conjuntura atual.

QUARTA-FEIRA, 30 DE DEZEMBRO DE 2015


QUARTA-FEIRA, 30 DE DEZEMBRO DE 2015




Cambalache


Desculpem minha euforia. Acordou-se na COP 21 em Paris tirar o Carbono da Atmosfera e colocá-lo na Natureza e Solo para evitar o Efeito Estufa e Mudança Climática, mas muitos políticos brasileiros são de opinião contrária, pois vivem a realidade do tango Cambalache, [letra ao final]. ...

QUARTA-FEIRA, 9 DE DEZEMBRO DE 2015



metagenômica & metaproteômica


'Estamos transformados em idiotas & alienados, datilografando em telefone celular. Esses dias quase fui atropelado por um taxista que avançou o sinal dedilhando sua mensagem enquanto dirigia.... Também vi o quase atropelamento de uma jovem com seus fones de ouvido que cruzou a rua sem olhar para os lados dedilhando o celular. Fomos transformados em torcedores, os “a favor” odiando os “contra” em uma escalada de consumo, violência, alienação e degradação espiritual. A crise impõe deixar paixões e comodidades e entrar no campo de jogo.'  continue lendo...

DOMINGO, 6 DE DEZEMBRO DE 2015


QUINTA-FEIRA, 3 DE DEZEMBRO DE 2015


DOMINGO, 22 DE NOVEMBRO DE 2015

Idiossincrasia Nacional                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                       

SEGUNDA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2015


"Bendito és tu"                                      Sebastião Pinheiro

"...em nome de nossa cidadania, devemos ensinar tudo a todos..."                                                                                                                           

SÁBADO, 27 DE JUNHO DE 2015

Entrevista: Sebastião Pinheiro                                                       Outros quinhentos 

SEXTA-FEIRA, 26 DE JUNHO DE 2015


PREÂMBULO DO MANIFESTO DA JUQUIRA CANDIRU SATYAGRAHA                                                                               

SEGUNDA-FEIRA, 22 DE JUNHO DE 2015

Ambiente ultrassocial                                    No mundo ultrassocial da propina é tempo de “Copa América”. Os anfitriões chilenos, então injuriados com a trave do Mineirão se assustaram com a sua balançada pelo Equador. Perdoem moro em uma cidade muito politizada com mais de cinco horas diária de programas futebolísticos nas rádios e não houve uma palavra sequer, suspicaz sobre a interferência norte-americana na FIFA quando meia dúzia de larápios cucarachas latino-americanos receberam uma chinelada por vontade e ordem da justiça dos Estados Unidos, arauto da honestidade ultrassocial e caráter sem jaça. Não estranhei que europeus ou norte-americanos tenha sido excluídos da troupe por “mais iguais”.                                               

QUARTA-FEIRA, 22 DE ABRIL DE 2015

Naufrágios no Mediterrâneo e o último Rinoceronte Branco                                                                                       

SÁBADO, 18 DE ABRIL DE 2015

QUARTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2015

Jamais alimente seus pesadelos                                                                                                                                                                                          

DOMINGO, 15 DE MARÇO DE 2015

Saúvas, "cigarratas" e natureza                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                           

SÁBADO, 28 DE FEVEREIRO DE 2015


SÁBADO, 21 DE FEVEREIRO DE 2015

Chuva de Agrotóxicos                             Dois respeitáveis jovens amigos postaram o vídeo sobre a chuva de agrotóxicos no Mato Grosso. Eu tinha a idade deles, quando na cidade de Tangará da Serra mais de uma centena de pessoas morreram pela mesma intoxicação; e em Rio Verde (GO) a CETESB encontrou mais resíduo de venenos no altar da catedral da cidade que nos campos de algodão. Porque a história se repete?                                  

QUINTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2015

QUINTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2015

nova Cruzada                                                                                                                                                                                      

DOMINGO, 16 DE NOVEMBRO DE 2014

O colonialismo interior e o “Dia Mundial pelo não uso de agrotóxicos”                                                   A data a ser comemorada em três de dezembro pode ser mais uma oportunidade de dar-se conta das tramas engendradas pelas grandes corporações para que o governo execute e a sociedade consuma, por exemplo, na matriz da biotecnologia milhares de vezes mais poderosa                                                                            

"Frequentei boas bibliotecas e pretendo possuir os mais importantes livros sobre Agrotóxicos em pelo menos seis idiomas, mas jamais vi uma referência ao Professor Morton Biskind. Então, as únicas referências sobre os efeitos colaterais do DDT eram dos soviéticos do Instituto de Higiene Rural de Saratov. Eles afirmavam já em 1949 que a molécula e seus metabólitos (degradabólitos) tinham efeitos colaterais sobre os hormônios, o que posteriormente na década de 80 encontrei, an passant nas referências bibliográficas de Francis Chaboussou em “As plantas doentes pelo uso de Agrotóxicos”, da L&PM."

QUARTA-FEIRA, 10 DE SETEMBRO DE 2014

QUINTA-FEIRA, 31 DE JULHO DE 2014

Tempos bicudos da biotecnologia      Nosso poeta Mário Quintana ensinou que, “nesses tempos bicudos”, você liga o rádio/TV ou abre o jornal angustiando receber notícias dignas e virtuosas, mas somente há propaganda subliminar, suja e corrupta. O deplorável é que a grande maioria das pessoas sequer sabe entender, interpretar, quanto mais projetar a informação no seu hoje e amanhã.         

SEGUNDA-FEIRA, 14 DE JULHO DE 2014

Dança com a Taça                                      "O segredo de uma vida empolgante não está em descobrir maravilhas, mas em procurá-las".                                                                                        

TERÇA-FEIRA, 24 DE JUNHO DE 2014

"Insumos e receitas"                                                                                       

TERÇA-FEIRA, 3 DE JUNHO DE 2014

Semana do Meio Ambiente                Naom Chomsky disse (UOL, 2/7/14): “Nos últimos vários meses, recebemos lições instrutivas sobre a natureza do poder do Estado e as forças que conduzem à política de Estado. E sobre uma questão intimamente relacionada: o sutil e diferenciado conceito de transparência. A fonte da instrução, é claro, é o grande número de documentos sobre o sistema de vigilância da Agência Nacional de Segurança divulgados pelo corajoso combatente da liberdade Edward Snowden, peritamente resumidos e analisados por seu colaborador Glenn Greenwald em seu novo livro, "Sem Lugar para se Esconder".”                                                       

SÁBADO, 5 DE ABRIL DE 2014

Cinquentenárias Ditaduras                 Estarrecido acompanhei as manifestações cinquentenárias do início da última ditadura. Li material dos dois lados. Consternado reflito: Quando existiu democracia anteriormente, já que certas “liberdades” não garantem sua existência. Para o exercício da cidadania é indispensável que o Estado esteja a serviço de todos e não para alguns, “mais iguais” das elites nacional togada, fardada, batinada ou esfarrapada, onde toda e qualquer repressão e morte são instrumentos de intimidação (medo e terror).                                                

SEXTA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2014

SEXTA-FEIRA, 27 DE DEZEMBRO DE 2013

“violência estrutural                           “Na pia batismal ele recebeu o nome de Lisarb e entre familiares recebeu o apelido de Pereba. A avó dizia que ele era a reencarnação do avô, pelo ranzinza. É bem verdade que, também todos os vizinhos eram unânimes a esse respeito. Circunspecto ele aprendeu a ler e escrever sozinho com três anos de idade. Fez mais, como toda a criança era obrigada a ir para a cama cedo, mas ficava sintonizando a rádio “El Mundo” de Buenos Aires e assim se tornou bilíngue já na pré-escola com os amiguinhos argentinos, paraguaios e uruguaios.                                                                                                                     
                                                                            

SEGUNDA-FEIRA, 23 DE DEZEMBRO DE 2013

SEXTA-FEIRA, 20 DE DEZEMBRO DE 2013

OS SETE PECADOS CAPITAIS              Meus amigos sabem, sou um convicto e recalcitrante anarquista. Contrito, sempre pedi às forças elementares lucidez para servir, mas ao que tudo indica, estou contra minha vontade, caducando, pois percebo o Ministério Público Federal, “fiscal da lei e ordem” usar violência (convocar uma audiência pública) em Brasília para discutir a autorização de liberação de sementes OGM resistentes ao uso do 2,4-D.                                    

SEGUNDA-FEIRA, 16 DE DEZEMBRO DE 2013


SEXTA-FEIRA, 6 DE SETEMBRO DE 2013


Ecologia, por Frederico Füllgraf             & Ecologia e Saúde por Sebastião Pinheiro    Quando pensamos em saúde, imediatamente, somos obrigados a pensar em um corpo.                                    

TERÇA-FEIRA, 27 DE AGOSTO DE 2013


Entrevista

Alimentos orgânicos nas garras do capital                                       

QUARTA-FEIRA, 14 DE AGOSTO DE 2013


                    Sebastião Pinheiro, entrevista                    ...da série Suicídio consciente! o porque de lutarmos contra os Agrotóxicos no Brasil (Biocidas)...                                        


A todos e todas que passam a visão! Que no sangue corre o ecologismo de sobrevivência.
A todos e todas que sairão da prisão do Ego e tornou se parte do Eco. A harmonia de seu Ser e Ter em prol ao Planeta Terra e a uma sociedade consciente, unidade, e mais justa.
A todos e todas que decidiram viver uma vida de elegante simplicidade. Ser o exemplo vivo de seus pensamentos, o que pregas e o que se submete a agir. 
A todos e todas ecoguerreiros/as!  - que encarnam o Karma yogi. Interioriza a autoconfiança e segue sem termo.
A luta segue, e segue...

Meus sinceros abraços,
Oliver H. Naves Blanco















































































































Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...