"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Não há transição na Agricultura

Muito se fala em transição da Agricultura convencional para a Agricultura Agroecológica. Pois é, creio na sua não existencia. Não se estabelece e nem se consegui firmar no seio de uma família de agricultores a "transição" se ela não vier acompanhada de filosofia de vida no cultivo de alimentos, se não houver união comunitária, parcerias, acompanhamentos técnicos, incentivos Governamentais - aquisição de técnologias, estudos Científicos voltados aos pequenos e médios produtores - e principalmente lideranças municipais locais voltadas ao desenvolvimento e bem estar da população.

Negar o uso de Agrotóxicos porque é veneno e possui um custo alto de aquisição e negar o uso de Adubação Química porque existe alternativas técnicas naturais sem custo algum ou muito menor, são os primeiros passos de conscientização para a acertada qualidade de vida famíliar na produção futura de alimentos.

Reduzir a necessidade de comprar produtos de lojas agropecuárias é uma condição radical. É uma posição forte a ser tomada pela família, porém, é sábia e próspera.

Não usar "venenos" e "químicos" não elimina a transição, mas coloca a família produtora em contato direto com a realidade natural da terra em que vive. A transição é intemperizada aos poucos. Vai sumindo na medida em que: a família entenda todo processo produtivo e busque viver em condições Camponesas; a família entenda os efeitos do não cultivar o solo quando se quer recuperar a sua fertilidade natural. Não cultivar é um dos princípios da Agricultura Selvagem, deixar a recuperação natural fluir e interagir com o sistema produtivo. O Sr. *Fukuoka nos diz que "quando o solo é cultivado, altera-se o ambiente natural ao ponto de o tornar irreconhecível".

Por fim, para que aja uma aceleração do metabolismo produtivo familiar com os modelos sociais em que vivemos hoje, deve-se buscar integrar parcerias e incentivos às novas tecnologias adaptadas e por muito delas criadas ao desenvolvimento rural camponês.

Para uma maior aceleração do metabolismo social, pelas mudanças estruturais e espaciais que são consequencia de sua concretização, façamos todos a Reforma Agrária. Municípios com esta visão, podem opitar em escolher a arquitetura espacial e econômica em sua volta por favelas (aqui periferias) ou comunidades agrárias produtoras de alimentos e geradoras de agroindústrias.

Oliver Sistema Agroflorestal - Família do Sr. João Boeiro e Eva, Assentamento Pirituba II, Itapeva/SP

*Masanobu Fukuoka escreveu o livro A Revolução de Uma Palha - Uma introdução à Agricultura Selvagem, editora Via Óptima.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...