"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

sábado, 18 de abril de 2015

"o jeitinho"

Zé Carioca
por Sebastião Pinheiro*

O Imposto de Renda anuncia aos quatro ventos e sete mares que foi fraudado ao encontrar 520 declarações com o abatimento por pagamentos à mesma empregada doméstica (CPF). Perdão, mas o técnico de contabilidade pouco honesto não é o responsável, apenas vetor, pois todo brasileiro se orgulha do “jeitinho” que é a origem (mãe e pai) de todos os males (corrupção), onde a Receita é mal autodenominada de Leão.
A Receita Federal caso deseje sabe não só o dia da semana, a fase da lua, a conjunção de Júpiter na hora de pagamento de cada consulta profissional ou serviço ou em quantos lugares o autor está e fazendo o que naquele momento. No mesmo jornal da TV uma autoridade corrupta apareceu dizendo que o bloqueio de celular no presídio (CE) estava atrapalhando a vizinhança e por isso foi desligado depois de instalado e pago (não há responsabilidade com a qualidade dos serviços). A reportagem mostrou o edificante e pedagógico diálogo entre um preso e uma vítima experta. É por isso que um juiz precisa fazer um exercício hercúleo e ter a sorte de encontrar uma linha solta no escândalo de venda de gasolina para desencadear a Operação Lava Jato e causar uma comoção nacional ao desmascarar o “jeitinho” experto de um grupo político já condenado por tal. O escracho se dá quando o corrupto “grampeado” questiona: “Que país é esse” e a TV mostra para que todos riam na alienação do inconsciente.

Não é preciso ao poder (não uso governo por razões obvias) complexos laboratórios de informática com milhares de doutores a organizar cruzamentos e rastrear dinheiro público, saúde, agricultura, educação, obras públicas. Basta a vontade de fazê-lo, mas isso elimina o tráfico de influência e barganha de poder dos aditivos na transformação de dinheiro público em patrimônio privado nas capitanias hereditárias.

O que está envergonhando é a atitude imoral e criminosa externada em todos os debates: “O meu partido rouba, mas o seu também roubou”; “Vocês estão roubando demais”, nós não roubamos tanto; ou o ex-líder da presidente que vem à TV dizer “Nós perdemos a eleição”... Esse é o Deus me livre cotidiano...
Noves fora, eu já vi esse filme antes estrelado por Tomé de Souza; Duarte da Costa, Nassau; Mem de Sá, Villegagnon; D. Pedro I e II, Deodoro e assim por diante. O personagem Prestes tinha o mandato de senador da República, mas deram o “jeitinho” de cassá-lo e tornar ilegal o partido mais por ordem da Guerra Fria que por desacato à constituição; O remake Getúlio teve final trágico; O de João Goulart cômico no jeitinho do CIRF e exílio; Na “redemocratização” o caçador de marajás pareceu chanchada, tinha até “doleiro” oficialmente contrabandeando ouro e apresentando documento formal de empréstimos escrito em papel oficial uruguaio que se compra em papelaria e novamente não houve crime.
Qual é a projeção desenlace para a realidade atual? Não se angustie, pois não haverá solução ou eliminação da origem da corrupção e “o jeitinho” seguirá como cacoete etnológico cada vez mais acentuado.
O empreendedorismo do “jogo do bicho” é exemplar. Quando explicado a um inglês ou alemão causava incredulidade e depois muito riso, pois é fruto da ignorância, corrupção, e falta de valores éticos e morais (chegou a empregar mais de um milhão de pessoas no RJ, ES, SP do Estado. Elegeu milhares de vereadores, centenas de deputados e alguns governadores). Ele foi o berço ou forja do tráfico e hoje tem exército particular. Não é só no México que muitos dos “soldados” são veteranos de Afeganistão e Iraque e recebem regiamente. Sua ressonância mórfica está entre nós está em expansão e por trás do contrabando de armas militares para o narcotráfico/milícias há gente graúda, mas graúda mesmo e com articulação política, que a alguns chamam de “crime organizado”. Só pode haver crime organizado onde há o governo equivalente?
Eu não queria abordar ética do pagamento de imposto, onde não há ética em sua aplicação, mas a TV me obrigou, quando desejava abordar a ética na saúde. No mesmo jornal da TV apareceu um grupo de estudantes-bolsistas com gaiolas cheias de mosquitos Aedes para que as pessoas pusessem o braço para ver que aquele mosquito não pica em merchandising sanitário. O problema é que de 4 a 18% das levas liberadas de mosquito transgênico têm fêmeas transgênicas que sim picam e não são estéreis. Ao se acasalarem com os mosquitos selvagens contaminados com o vírus teremos em menos de dois anos uma desgraça total como o denunciado em Jacobina na Bahia, mas quem está interessado?
Quem vai se preocupar com detalhes, quando dia a dia aumenta o espanto com a lista de presos e todos estão como torcedores a espera que finalmente se chegue a um figurão.
A dengue no mundo não segue padrões de dispersão natural. O que está acontecendo é que a Chikungunya e a dengue estão sendo vistas como a mesma coisa, por serem tratadas como o mesmo veneno, mas isso mascara muitos aspectos importantes. Por que os especialistas calam?

Pode um mosquito em menos de três anos invadir toda a África e América Latina se não tiver uma política de interesse por de trás? Quanto vale para as empresas de biotecnologia laboratório sociais naturais. Chikungunya (em swahili) nome significa “o que pára empinado”. Eu sempre soube que os vírus recebem o nome de onde foram encontrados. Como tonto procurei a cidade de Chikungunya e não a encontrei. É um ótimo disfarce confundir o vírus com o mosquito.
Faz hoje 100 anos do início dessa desgraça e eu não vou deixar sem comemorar. Foi em 15 de abril de 1915, na cidade de Ypern onde o Exército Alemão usou por Primeira Vez o gás de Guerra contra os soldados franceses e na semana seguinte foi a vez dos britânicos conhecerem a obra do Premio Nobel Fritz Haber. No círculo na foto é da talvez mais famosa vítima da arma química de resposta britânica: Adolf Hitler. Ao sobreviver, podemos ver a importância dada por ele e seus pares totalitários essa tecnologia para à Saúde, Agricultura e Industria principalmente como produto de exportação.

Vou continuar a estudar ética e moral, pois sei a origem das introduções da Ferrugem do Café; Bicudo do Algodoeiro; Cancro Cítrico; Malária entre muitas outras, que agora chegam às invasoras mutantes aos herbicidas como dos negócios mais rentáveis do mundo. Nele os vírus, sejam sintetizados ou naturais é o objetivo maior militar e civil.
Zum Geburtstag viel Glück (Parabéns à você)
Zum Geburtstag viel Glück (Nessa data querida)..
Zum Geburtstag lieber Adolfinho
Zum Geburtstag viel Glück

Meu presente para todos é o último rinoceronte branco (foto) existente nesse planeta cheio de piratas, fascistas e insanos.


*Engenheiro Agrônomo e Florestal, ambientalista e escritor. (publicação original em sua página do facebook)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...