"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

sábado, 21 de maio de 2016

Golpe


por Tião - Juquira Candirú Satiagraha

É impossível ocultar a verdade no tempo, pois haverá o amanhã.

Lisarb, o “Pereba” passou a noite com os olhos pregados na TV, cônscio de saber da trava em seus olhos e sem preocupar-se com o cisco no alheio (Mateus 7:3). Nunca em sua vida, antes havia visto um jogo preliminar tão cretino. A covardia ingênua da vítima presa com o focinho na ratoeira (corrupto) e a coragem medrosa dos algozes iguais, ainda livres. O resultado o espantou, pois a abstenção funcionou como empecilho a que “toda a unanimidade é burra” ensinamento do irmão de Mário Filho: 74 a 1. O Senador covarde, em desgraça não teve a grandeza de subir a tribuna e transformar sua delação em libelo contra seus juízes. Não gritou como Danton (Tu me seguirás... Renan, Jucá, Barbalho, Agripino, Aécio, Gleici, Collor, Aziz, Braga et caterva). O ato de coragem eliminaria muito por baixo dez senadores com folha corrida igual à dele. Será o silêncio o aceno com Anistia? “No Brasil até o passado é incerto”. Postei Tânia e compartilhei a dignidade de R. Flores Magón.
Bem, o jogo de “cortar na própria carne” permitia aos que vivem de “pão e circo” aceitar o resultado do jogo principal, a decapitação da “Maria Antonieta”. Eqüidistante, com uma planilha analítica Pereba separou os votos em três colunas: Aptos – Corruptos e Ineptos. Não lhe importava orientação ideológica, nem cultura ou “finesse”, apenas a fundamentação no voto. Ao final seu escore foi 12 – 25 – 40. Alguns eram piores que defesa de moção em assembléia estudantil. Outros mal lidos, do escrito de uma assessória, que permitia perceber, se homem ou mulher. Já os votos de Aluisio Ferreira, Cristovão e Collor, Viana e Requião foram dignos de tribunos.
É triste, em 13 anos os que pleiteavam um lugar permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas não conseguiram desindexar 25, e pior, burilar 40, pois não houve cuidado com a educação no plano ético e moral; menos ainda com a saúde e fizeram tudo tão errado com a Segurança Pública que ressuscitaram um zumbis do armário da ditadura (Etchegoyen). Pior foram corruptos, do primeiro ao quinto e invertido como se escreve no jogo de bicho.
Ignorantes de que o poder é um fluxo de energia unidirecional e vertical que não tolera desculpas, manipulação, remediação ou diversão promocional. O acobertamento ideológico às denúncias para fugir do alcance da Justiça desgasta e desmoraliza tanto quanto os números ou leis manipuladas.
Não tenho dúvida, sim houve um golpe. Os golpistas de 64 triunfalmente anunciam, agora, haver-se antecipado a outro antagônico que foi menos competente. Sim somos prepostos. O estranho é que, agora, usam os mesmos instrumentos de antanho o Congresso Nacional, Mídia, ódio, soberba, incompetência e corrupção. O governo tem culpa, muita culpa. São marxistas de arack que desconhecem Ho Chi MInh em seu testamento onde recomenda a autocrítica como resposta à toda e qualquer crítica para elevar o nível da educação política. Gente pobre de espírito. O fato de gente sair a rua pedindo à volta da ditadura foi o exemplo mais vexatório no último século.
Quem “vive para o pão e circo” desconhece que a mandatária, economista de profissão, ao não mostrar competência na produção de números, por honradez e humildade deve fazer o meã culpa e pedir o boné, não esperar o pontapé na bunda, pois o que chuta se arvora de “salvador da economia, sociedade e povo”, pois são as ordens que cumpre como preposto.
História faz bem à saúde: O sucesso dos piratas holandeses com a “Companhia das Índias Ocidentais”, empresa criada com o botim do carregamento de prata (1623) espelha-se na trajetória de Sir Francis Drake meio século antes, que abriu um novo e rentável segmento financeiro: A securitização do transporte marítimo para o império britânico-holandês através do poder militar. A fundação da “República dos Piratas” foi um contraponto, embora não ameaça, mas pôs as realezas com as barbas de molho pelo que em 5 de Setembro de 1717, o rei George I proclamou um perdão real para todos os piratas trazendo para seu lado três centenas dos de primeira linha. Seus sucessores o cumpriram à risca.
Só os ingênuos crêem em benevolência real. Cinco anos antes Benjamin Hornigold, mentor de “Barba Negra” e “Sam Bellamy” entre muitos outros havia fundado uma República de Piratas em Nassau e isso poderia prosperar por todas as 13 colônias americanas de forma catastrófica.
Obter informações dos piratas sobre suas compreensões sobre a realidade na América permitia organizar, antecipar e evitar o golpe. A fundação da república nos Estados Unidos em 1776 é mais próxima à “República dos Piratas” que à Coroa de George III, o derrotado. Foi um Golpe (E que golpe). O poder é um fluxo que não admite incompetência, ainda mais nos prepostos.
Lisarb viu nestes 13 anos muita gente incompetente, revoltada e corrupta não se preparar para defender sua proposta ideológica. Triste poderia discorrer sobre a não aplicação da Lei dos Agrotóxicos e Transformação no país no maior consumidor dos mesmos e Transgênicos; O fim da Varig; O fim da Coolméia; O Projeto de legalização do Terminator do Vacarezza ou das modificações na MP da Leniência, mas detalhes não são observáveis por quem vive para o “pão e circo”, pois importa apenas propaganda e jogo de cena.

Um derradeiro exemplo basta para tripudiar sobre a realidade: A foto é do reitor da Universidade do Maranhão, Waldir homônimo, interino na Câmara Federal chamado por seu governador Dino, ex-Juiz Federal e ex-professor de Direito. Elaboraram a anulação revogando as sessões da Câmara que votaram o Impeachment com o Ministro da AGU. Quem pleiteou um lugar permanente no Conselho de Segurança da ONU se transformou em chacota mundial. Se a mandatária não sabia, não havia mais fluxo de poder sob suas mãos. Se, sabia é o pior, muito pior.

Renan não pestanejou era o "Habeas Corpus" que necessitava. “Somente farei o julgamento do Impeachment, após a cassação do desafeto Delcídio”. Logo, qualquer abstenção é burra.

Aguardem não haverá condenado graúdo na Lava Jato, nem punição à Cunha. Duvi d o dó. Não haverá prisão, exílio ou olvido, apenas anistias políticas e econômicas para as grandes trapaças do governo de fenestrado.

Penas, punições com gradação severas só com os piratas: Amputação da mão; Perna e o caminhar na prancha, didaticamente antes vista. Aqui e lá fora há uma guerra de bugios: Temer é agente da CIA. Dilma perdoa o empréstimo de 30 bilhões à Friboi (Meirelles, novo Ministro da Fazenda/Lula Jr?). Lula/Dilma “queimaram” 3,3 trilhões. Roger Agnelli, da Vale denunciou extorsão de consultores (partidários) à Dilma um dia antes de morrer em raríssimo acidente de avião.

Em “firme terra brasilis” o espaço é da bisbórria e sarfadanas dos acólitos quase filigreses (procurem o significado). Nada disso importa à mão do Council on Foreign Relations CIFR (foto), ontem e hoje. Sob a bandeira negra a luta segue e segue sem golpe ou contragolpe. É impossível ocultar a verdade no tempo, pois haverá o amanhã.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...