"

'Ofereço-me para cooperar com amor a fim de compartilhar a abundância de meu coração.'
'Comunico-me sem apegos e descubro a harmonia de evoluir na Terra.'

sábado, 27 de setembro de 2014

CONFERÊNCIA DA TERRA


Sediada na cidade de João Pessoa, Paraíba, no período de 19 a 22 de novembro, A Conferência da Terra: Fórum Internacional do Meio Ambiente 2014 está pautada no Tema Geral “Agricultura Familiar, Natureza e Segurança Alimentar”, em sintonia com a 66ª Assembleia Geral das Nações Unidas, que elegeu 2014 como "Ano Internacional da Agricultura Familiar" (AIAF).

Na Conferência da Terra 2014 o tema “Agricultura Familiar” é balizado por 18 eixos temáticos, agregando experiências dos participantes, oriundos de diversas instituições governamentais, não governamentais, empresariais e associações de classe.

O Ano Internacional da Agricultura Familiar 2014 tem como objetivo aumentar a visibilidade da agricultura familiar e da agricultura de pequena escala, despertando a atenção mundial sobre a importância do seu papel na redução da fome e da pobreza, propiciando maior segurança alimentar e nutrição, aprimorando os meios de subsistência, a gestão dos recursos naturais e a proteção do meio ambiente e incentivando o desenvolvimento sustentável, especialmente nas áreas rurais.

A meta de 2014 é reposicionar a agricultura familiar no centro das considerações agrícolas, ambientais e sociais nas agendas nacionais, identificando lacunas e oportunidades para promover uma mudança no modelo econômico para um desenvolvimento mais justo e equilibrado. É propósito do 2014 AIAF incentivar uma ampla discussão e cooperação nos níveis nacional, regional e global, para aumentar a conscientização e compreensão dos desafios enfrentados por pequenos agricultores, ajudando a identificar as maneiras mais eficazes de apoio à agricultura familiar.

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) foi convidada para facilitar a implementação, em colaboração com governos, agências internacionais de desenvolvimento, organizações de agricultores, e outras organizações vinculadas ao sistema das Nações Unidas.

A agricultura familiar tem um papel importante no desenvolvimento socioeconômico, ambiental e cultural e está relacionada a várias áreas do desenvolvimento rural, como agricultura, pecuária, silvicultura, pesca, extrativismo, aquicultura pastoral e turismo com base local, sendo operada por uma família e associações comunitárias que dependem, principalmente, da mão de obra familiar. Tanto nos países em desenvolvimento, como desenvolvidos, a agricultura familiar é a forma predominante na produção de alimentos para suprimento diário da população.

A agricultura familiar e de pequena escala é de fundamental importância ​​para a segurança alimentar global, resgatando a nutrição tradicional, contribuindo para uma dieta equilibrada, para a proteção da biodiversidade agrícola do mundo e o uso sustentável dos recursos naturais. É uma oportunidade para estimular as economias locais, especialmente quando combinados com políticas específicas voltadas para a proteção social e o bem-estar das comunidades.

Nesse sentido, o Ano Internacional da Agricultura Familiar pretende apoiar o desenvolvimento da produção agrícola, ambiental e socialmente propícia para a agricultura familiar sustentável; aumentar o conhecimento, comunicação e conscientização pública; obter uma melhor compreensão das necessidades da agricultura familiar, o seu potencial, as limitações e garantir suporte técnico, criando sinergias para a sustentabilidade.

Existem no mundo mais de três bilhões de pessoas que vivem na zona rural, dos quais cerca de 2,5 bilhões são agricultores. Além disso, mais de 1,5 bilhões de pessoas trabalham em parcelas menores de dois hectares. Por outro lado, a população rural envolvida no agronegócio é inferior a 20 milhões de pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"no artigo 5º, inciso IV da Carta da República: 'é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato'."

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...